Vinho Branco Mâcon-Chardonnay Blanc "Les Combettes" 2018

Guillot Broux
Vinho Branco Mâcon-Chardonnay Blanc "Les Combettes" 2018
Em estoque
SKU
FRGBB1804
A história de Guillot-Broux começa em 1954 em Cruzille com os avos de Emmanuel e Patrice, que cuidam dos vinhedos hoje em dia após a morte de seus pais Jéan-Gérard em 2008. Já naquela época eles cultivaram o primeiro vinhedo orgânico (certificados em 1991) da Borgonha por convicção própria e por terem conhecido alguns nomes importantes como Jules Chauvet. Jean-Gérard saiu para trabalhar em outros Domaines para ganhar experiência e em 1978 retornou à Cruzille, essa pequena vila de 300 habitantes e apenas 4 produtores, e criou o Domaine e Maison Guillot-Broux com sua esposa. Falar de vinhos do Mâcon, essa vasta região mais quente e com um universo de solos e exposições, é não pensar muito em apelações, mas em vinhedos individuais, onde realmente se encontra o terroir. Jean-Gérard sempre foi um homem de terroir, preocupado em recuperar vinhas antigas e produzir vinhedos únicos das melhores parcelas. Hoje Emmanuel e Patrice seguem o legado deixado pelos seus ancestrais e são reconhecidos mundialmente por recolocar a região no mapa de vinhos de qualidade e pureza. Eles possuem 17 hectares de vinhas em Cruzille, Grévilly e Chardonnay plantadas em alta densidade e cuidadas como um jardim. O foco nos vinhedos é tão importante que a maior parte da produção é focada nas parcelas e levam o nome do vinhedo no rótulo. As fermentações são naturais e o uso de barricas nova é muito restrito, somente os brancos veem algo como 10% de barricas novas. Os vinhos de Guillot-Broux são altamente recomendados por serem uma barganha pela sua qualidade e entregarem muito prazer rapidamente, sem precisarem de amadurecimento longo. Les Combettes, apesar de ser um vinhedo contínuo ao Les Geniévrières gera um vinho mais denso, mais Meursault como dizem, mas também mineral. A exposição é mais ao Sul o que faz com que o vinhedo receba mais influência solar. Fermentação natural em madeira e amadurecimento por 11 meses nas barricas.
Tamanhos
Safra
R$415,00

4 x de R$103,75 sem juros

R$415,00

4 x de R$103,75 sem juros

Adc. à sacola
A história de Guillot-Broux começa em 1954 em Cruzille com os avos de Emmanuel e Patrice, que cuidam dos vinhedos hoje em dia após a morte de seus pais Jéan-Gérard em 2008. Já naquela época eles cultivaram o primeiro vinhedo orgânico (certificados em 1991) da Borgonha por convicção própria e por terem conhecido alguns nomes importantes como Jules Chauvet. Jean-Gérard saiu para trabalhar em outros Domaines para ganhar experiência e em 1978 retornou à Cruzille, essa pequena vila de 300 habitantes e apenas 4 produtores, e criou o Domaine e Maison Guillot-Broux com sua esposa. Falar de vinhos do Mâcon, essa vasta região mais quente e com um universo de solos e exposições, é não pensar muito em apelações, mas em vinhedos individuais, onde realmente se encontra o terroir. Jean-Gérard sempre foi um homem de terroir, preocupado em recuperar vinhas antigas e produzir vinhedos únicos das melhores parcelas. Hoje Emmanuel e Patrice seguem o legado deixado pelos seus ancestrais e são reconhecidos mundialmente por recolocar a região no mapa de vinhos de qualidade e pureza. Eles possuem 17 hectares de vinhas em Cruzille, Grévilly e Chardonnay plantadas em alta densidade e cuidadas como um jardim. O foco nos vinhedos é tão importante que a maior parte da produção é focada nas parcelas e levam o nome do vinhedo no rótulo. As fermentações são naturais e o uso de barricas nova é muito restrito, somente os brancos veem algo como 10% de barricas novas. Os vinhos de Guillot-Broux são altamente recomendados por serem uma barganha pela sua qualidade e entregarem muito prazer rapidamente, sem precisarem de amadurecimento longo. Les Combettes, apesar de ser um vinhedo contínuo ao Les Geniévrières gera um vinho mais denso, mais Meursault como dizem, mas também mineral. A exposição é mais ao Sul o que faz com que o vinhedo receba mais influência solar. Fermentação natural em madeira e amadurecimento por 11 meses nas barricas.
Harmonização
Vitelos, ostras gratinadas, queijos
Aparece em
Ficha Técnica
França
Borgonha
Região de origem
Guillot Broux
Produtor
Pêssego e damasco maduros, flores, mel e um toque de madeira com notas cítricas. Na boca é untuoso e mais amendoado, porém com belo final mineral e cítrico.
Olfativo
Chardonnay
Chardonnay
Tipo da uva
12.8%
Teor Alcoólico
Signativa - Ecommerce de resultados